Archive for Fevereiro 2014

Postado por : Thainá Cristina 26 fevereiro 2014

O Jantando Livros está completando 2 anos de existência e para comemorar esta data tão especial estamos enviando em sua residência coxinha e brigadeiro grátis. Tá, não estamos, na verdade ESTAMOS SORTEANDO LIVROS! \o/

Em parceria com outros blogs montamos uma promoção muito bacana para vocês, com vários livros incríveis. Veja como participar:

Preencha os formulários para participar dos sorteios. Será 1 vencedor por kit. 

Atenção às regras e informações importantes:

- A promoção terá início hoje, 26/02, e vai até o dia 19/03. O resultado sairá em até 10 dias depois do término do sorteio. 
- Para participar da promoção é necessário residir em território nacional.
- O vencedor deverá enviar um e-mail com seus dados para > guvalim@hotmail.com < em até 3 dias. Caso isso não aconteça, um novo sorteio será realizado. 
- A primeira entrada nos formulários é livre.
- O prêmio será enviado em até 45 dias úteis após o envio dos dados do ganhador.
- Os livros chegarão em datas alternadas pois serão enviados por diferentes blogs e editoras.
- Não nos responsabilizamos por extravios nos Correios.
Postado por : Bruna Souza 25 fevereiro 2014
Título: Because of Low
Série: Sea Breeze #2
Autora: Abbi Glines
Páginas: 294
Editora: Simon Pulse
Resenha por: Bruna Souza
Tudo que Marcus Hardy mais anseia é esquecer Sadie e focar nos estudos. Mas com seu pai arranjando uma namorada anos mais nova do que ele, e com sua mãe e irmã abaladas emocionalmente, Marcus decide retornar a cidade de Sea Breeze, no Alabama para tentar resolver os problemas de sua família em crise. 

É dividindo o apartamento com Cage York, um tremendo de um mulherengo e que cada noite está com uma mulher diferente, que Marcus conhecerá Willow Foster ou Low, a jovem de cabelos vermelhos que o fascinará.

Willow teve uma vida bem complicada desde criança tendo uma infância com poucas oportunidades. Sua mãe morrera deixando assim a casa para sua irmã mais velha e problemática, Tawny. Além de ter que lidar com sua irmã, Willow tenta conciliar suas aulas na faculdade da comunidade local, junto com seu serviço. E é nos braços de seu melhor amigo Cage, que Willow encontra consolo, já que é este que a socorre sempre abrindo as portas de sua casa quando a irmã de Willow a joga para fora de seu lar quando já não precisa mais dela.

Apesar de mulherengo Cage é bastante ciumento e territorial quando o assunto é Willow. E tem a ideia fixa de que ela é a mulher com quem ele irá se casar. Não somente ele, como os próprios amigos de Cage a tratam como propriedade dele. Mas nem mesmo isso faz com que Marcus desista de tentar conquistar a confiança de Willow e ser ele e não Cage, quem ela irá chamar quando precisar.

Eu não acho que você me entendeu Low. Eu estava interessado em apenas uma única pessoa naquele bar ontem a noite. Eu fui para ver apenas uma pessoa. E essa pessoa era você.

Com o decorrer da história o sentimento de Marcus e Willow cresce e descobriremos as tramas e complicações que ambos terão que passar, e acredite não são poucas e nem fáceis de suportar e foi uma grande surpresa que devo logo dizer, abalou e muito o nosso casal.

Apesar de ter gostado muito do primeiro livro que conta a historia de Sadie e o rockstar Jax Stone, e que já foi resenhado aqui no blog e você poderá conferir a resenha aqui. Este segundo livro me prendeu do inicio ao fim, e quando cheguei ao final dei um grande e sonoro: UAU!

Gente, o Marcus é HOT! Morria a cada cena quente dele com a Willow (poderia até ter me imaginado no lugar da garota...). Já Low por muitas vezes me irritou pelo fato de não contar seus problemas a Marcus por julga-lo inapto a conseguir compreender tudo que ela passa ou já passou, já que Marcus é de uma classe social diferente da sua. 

Eu espero que o terceiro livro da saga, While It Lasts, me surpreenda ainda mais e já estou aguardando ansiosamente!

Because of Low é o segundo livro da saga Sea Breeze da autora americana Abbi Glines, que já está no seu sexto livro nos Estados Unidos e ainda não teve seus direitos autorais adquiridos aqui no Brasil.


Postado por : Moniiqueta 23 fevereiro 2014

Sim senhoras e senhores! Nossas preces, sugestões, reivindicações e desejos foram ouvidos. E depois de criamos uma página no Facebook, abrir uma conta no Twitter e encher, e MUITO, as editoras pedindo pela saga Lux no Brasil. Daemon, Kat e toda a gangue dos Luxens pousarão aqui na terrinha verde e amarela pela editora Valentina! 


O anuncio oficial foi feito essa semana no facebook da editora e nós aqui da equipe do Quatro Amigas não podíamos estar mais do que contentes com esse resultado! 

Obsidian, primeiro volume da saga, tem lançamento previsto aqui no Brasil para 2015. 


Ainda não conhece a série? Confira o post que fizemos aqui no blog falando sobre a saga. Aproveite e siga a Saga Lux Brasil nas redes sociais e fique por dentro do mundo dos Luxens. 

Twitter: @SagaLuxBrasil | Facebook: Saga Lux Brasil



Postado por : Eveline Maciel 21 fevereiro 2014
Título: Por enquanto, adeus
Autora: Janda Montenegro
Páginas: 239
Editora: Generale
Resenha por: Eveline Maciel
Compre: Saraiva | Mais
Existem histórias e existem "Por enquanto, adeus" da autora Janda Montenegro.

O livro conta a história de "liberdade" de SOFIA, uma menina carioca, alegre e cheia de vida e que com seus 18 anos de idade tem o sonho de fazer um intercâmbio. Depois de muito pedir seus pais cedem e ela ganha de aniversário uma passagem pra viver esse momento tão único de sua vida.

Se separar de seus pais, ir a terras estrangeiras, trabalhar, viver para seu sustento e pior, lidar com pessoas estranhas, não é tarefa fácil para ninguém, e Sofia percebe o choque cultural logo em seus primeiros instantes nos Estados Unidos, mas claro que não se deixa abalar. Logo começa a trabalhar em um restaurante e conhece TRISTAN, gravem esse nome!

Tristan é um gatinho lindo de morrer, carinhoso, fofo e que se apaixona por nossa amada e guerreira Sofy (apelido carinhoso dessa leitora aqui). Juntos, Sofia e Tristan viverão ótimos momentos daquela gostosa, intensa e febril paixão jovem, que te pega de jeito.

"Tristan sorria, pedindo pra eu ficar. Mas eu não queria facilitar as coisas.
- Você quer que eu fique?- provoquei
- Eu quero que você fique.- ele respondeu, seguro do que dizia"

Eu descrevo PEA (POR ENQUANTO, ADEUS) como uma obra feita com muito carinho e atenção.

Janda acertou em cheio nas palavras e no retrato da juventude. Nem sempre é fácil encontrar em um livro algo que retrate tão bem a realidade dos jovens de hoje em dia, pelo contrário. É sempre algo muito fantasioso e curtimos e nos agarramos aquilo mas sabemos que a realidade é bem diferente.

O conselho que tenho é LEIAM! "Por enquanto, adeus" é uma história fofa, REAL, que provavelmente te fará chorar, mas o que importa? Sempre crescemos com nossas leituras e é isso que o livro ensina. Que as vezes é necessário crescer antes da hora e lidar com situações difíceis.

"Atravessei a porta e vi o aglomerado de guias de turismo segurando placas, em busca de seus passageiros... Então, vi meus pais. E, naquele momento, eu soube que tudo ficaria bem."

Postado por : Thainá Cristina 18 fevereiro 2014

Respirar, Meditar, Inspirar da autora americana, Priscilla Warner, é o lançamento desse mês da editora Valentina.

Do Pânico à Paz

“Eu tinha muito do que uma mulher poderia desejar para se dizer feliz: um bom marido, compreensivo e atencioso, um casamento bem-sucedido, dois filhos amorosos e um best-seller; em suma, uma excelente vida. Mas, ao contrário do que parecia, apesar de todo o sucesso e sorte, eu sofria de ansiedade crônica e tinha frequentes ataques de pânico. Esses ataques me sufocavam; era insuportável. Tentei a automedicação, no início com uma garrafinha de vodca que eu levava escondida comigo, e, mais à frente, parti para a alopatia e comecei a tomar Rivotril diariamente. Depois de uma fortíssima crise, decidi que tinha de dar um fim àquela situação: meu mantra pessoal passou a ser ‘Neurótica, cura a ti mesma’.”

Este emocionante depoimento expõe o drama de milhões de pessoas, em todo o mundo, devastadas pela temida Síndrome do Pânico. Priscilla, uma nova-iorquina espirituosa, parte numa jornada em busca do monge tibetano que, acredita ela, habita todos nós. Uma jornada a partir da meditação diária rumo ao equilíbrio de corpo e alma, coração e mente, e, de uma vez por todas, o controle dos nervos.
Nesse caminho sinuoso, muitas vezes pedregoso e árido, ela foi do pânico à paz e conheceu uma enorme variedade de práticas de cura alternativa e espiritual, algumas sérias, outras... nem tanto. Este livro, na verdade, deve ser o fiel companheiro dos leitores em busca de qualidade de vida e plenitude. Acredite, é possível, sim!
Postado por : Alessandra Regina 17 fevereiro 2014
O Visconde Que Me Amava
Saga: Os Bridgertons - Livro 02
Autora: Julia Quinn
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Resenha por: Alessandra Regina
Compre: Submarino | Mais
A primeira coisa que eu gostaria de dizer é: Romance histórico vicia e apaixona!

Já falei aqui de "O Duque e eu", primeiro volume da série “Os Bridgertons”, e agora chegou a vez de O Visconde que me Amava, o segundo livro da série.

Em o “O Visconde que me Amava” vamos conhecer a história de Anthony Bridgerton, o mais velho dos oito filhos da família Bridgerton. Anthony perdeu seu pai muito cedo, aos dezoito anos, e desde então esteve a frente dos negócios e dos cuidados para com a mãe e os irmãos, mas a morte prematura do patriarca dos Bridgertons deixou em Anthony certezas e amarguras que ditariam para sempre as decisões e conduta de sua vida.

Os anos passaram depressa, e com os assuntos da família prósperos e bem encaminhados, Anthony decidiu que chegou a hora de se casar. Conhecido como um dos maiores libertinos de Londres, Anthony tem a sua fama apaziguada pela extrema dedicação a sua família, motivo este que faz as mães da sociedade “relevarem” a vida de intensas aventuras amorosa e o elegerem o partido mais cobiçado da temporada.

Apesar do enorme número de pretendentes, Anthony já tem a sua eleita, Edwina Sheffield. A moça mais cobiçada da temporada tem todas as qualidades que Anthony acha necessário para o bom acordo que julga ser o casamento. Ela é bela, bem educada e dará bons filhos, já que para Anthony, amor é um luxo que acreditar não poder ter.

Com todo o seu futuro previsto nada poderia estragar os planos de Anthony, a não ser Kate Sheffield. Kate perdeu a mãe muito cedo, seu pai também recentemente falecido, não deixou as finanças muito bem, e de seu segundo casamento restou Kate, a madrasta e uma irmã. Apesar de sempre ter vivido à sombra da lindíssima, inteligente e simpática irmã, Kate leva muito a sério a felicidade e o bem estar de sua família, afinal, apesar de também estar mais do que na hora de arrumar um bom marido, é do casamento de sua irmã mais nova, Edwina, que vem a grande chance da família Sheffield almejar um futuro melhor e seguro.

De todas as coisas que Kate sonhou para sua irmã, nenhuma delas é um libertino de passado devasso e confiabilidade duvidosa, e ao perceber o interesse do líder dos Bridgerton em Edwina, Kate decidi fazer o que for preciso para manter Anthony bem longe da irmã, ou seja, um verdadeiro inferno.

Kate é intolerável, inteligente, mandona e decida, Anthony é lindo, persuasivo, atrevido, charmoso e encantado, a combinação só podia resultar em duas coisa, antipatia recíproca e uma atração tão irresistível quanto inexplicável.

Eu achei que seria muito difícil para a autora Julia Quinn manter o nível dos diálogos elaborados, inteligentes, deliciosos e tão bem construídos do primeiro livro, mas para a minha total felicidade, ela me arrebatou mais uma vez.

Na minha opinião, sendo um romance na linha hot, “O Visconde que me Amava” é um livro um pouco mais sensual que o “O Duque e eu”, Anthony é uma homem mais vivido, malicioso e sedutor, Kate, apesar da inocência característica da época, tem mais ideia das tentações e perigos que um homem como Anthony pode oferecer, mas esta é exatamente a área de domínio da escritora Julia Quinn, casais intrigantes, romances envolventes, escrita estruturada e doses certeiras dos ingredientes que compõe os bons romances de época, aqueles que nos mantem envolvidas e amaradas a leitura da primeira à última página, e quando o livro acaba você pensa: Ah não, acabou?

Bom, eu estou COM-PLE-TA-MEN-TE viciada nos Bridgertons! “Um Perfeito Cavalheiro”, terceiro volume da série e que contará a história do queridíssimo Benedict Bridgerton, já está a venda e em breve terá resenha dele aqui no blog para vocês.

Ahhhhhhh, e para nosso deleite, Lady Whistledown, a mais adorada e odiada colunista, continua neste livro firme, forte e afiada com suas crônicas ferinas sobre a sociedade Londrina, mas só quem leu o “O Duque e eu” sabe do que eu estou falando, não é?
Postado por : Thainá Cristina 12 fevereiro 2014
Sem Clima para o Amor – Rachel Gibson Writers #2

Sinopse: Com linguagem simples, clara, rica e envolvente, aborda fatos que realmente acontecem em nosso dia a dia. Neste Sem clima para o amor, Clare Wingate, uma jovem e atraente escritora sofre por ter sido traída pelo noivo (com o técnico da máquina de lavar roupa!) e o que mais queria era ficar em casa curtindo sua tristeza. No entanto, durante o casamento de sua melhor amiga, reencontra Sebastian, uma paixão de infância, que se tornou um jornalista famoso e sexy. Ele a quer para si de qualquer forma, mas Clare só quer curtir sua dor. Começa aqui uma história divertida e cheia de surpresas, que conquistou milhões de leitores em vários países e levou o livro para o topo da lista dos mais vendidos.

Adicione no SKOOB
Compre com desconto
Postado por : Thainá Cristina
A editora Única liberou hoje a capa e a sinopse de um dos seus lançamentos previsto para o mês de março, trata-se de Need For Speed do autor e também roteirista Brian Kelleher.

O sucesso dos games agora em livro e nos cinemas!

Tobey Marshall é uma lenda no mundo das corridas de rua. Agora que ele está aposentado, seu único desejo é tocar a oficina do pai junto com os amigos e membros do seu ex-time de corrida. Mas um último desafio feito por um velho parceiro acaba levando um de seus amigos à morte e Tobey para a cadeia, acusado de um crime que não cometeu.

Três anos depois, Tobey é solto. Entretanto, está completamente sem opções. Sua equipe se dispersou e a oficina não existe mais. A única esperança para Tobey surge em uma proposta tentadora, uma corrida incrível que contará com pilotos de todo o país em um desafio lendário em ruas públicas até a Califórnia. Suas chances são boas, mas um velho inimigo está determinado a derrotá-lo.

Perseguições em alta velocidade, descrições perfeitas dos carros tunados e exóticos, emoções perigosas e uma aventura surpreendente. As páginas deste livro elevarão a adrenalina do leitor.
Postado por : Thainá Cristina 10 fevereiro 2014
Título: O Clã dos Dragões
Saga: Terras de Neve e Gelo #1
Autora: Ilkka Auer
Páginas: 336
Editora: Gutenberg
Resenha por: Thainá Cristina
Compre com desconto
Eu sei, eu sei, o nome do livro é O Clã dos Dragões mas tem um urso polar na capa é isso mesmo??
Essa foi a primeira pergunta que minha prima me fez quando me viu lendo esse livro. Confesso que eu mesma fiz essa pergunta quando vi a capa pela primeira vez, mas acredite, ela faz jus a história e contém diversos elementos da aventura de NONNA pelos reinos da trilogia Terras de Neve e Gelo da editora Gutenberg.

A nossa protagonista é a ainda menina Nonna, que é bem diferente da maioria das crianças de sua idade por ser extremamente madura, e que tem como melhor amigo e animal de estimação, FENRIS, um urso polar com quem tem uma preciosa conexão de mão dupla (Tai explicado o porque do urso polar na capa). Moradora do vilarejo Nascente Negra, Nonna logo no começo do livro vê seu vilarejo por completo ser atacado por homens desconhecidos quando todos estavam reunidos nas grandes várzeas em um ritual em comemoração ao primeiro dia de verão.

Tirada de seu vilarejo no reino de Bariadia, e levada a força para o Forte do Campo Negro no reino de Nawyr, Nonna junto com Fenris descobrirá cada vez mais sobre a história de sua família e a sua própria em uma terra de fantasia com direito a gnomos, trolls, fadas e que um dia já fora governada por dragões.

O primeiro livro da saga de quatro volumes do autor finlandês Ilkka Auer, traz uma história única e muito bem trabalhada com reviravoltas de 360º em uma narração intricada e que não deixa pistas para trás! O livro é narrado em terceira pessoa, o que é ótimo e só acrescenta a história com riquezas de detalhes e visão ampla dos diversos personagens, e até mesmo com visões sob a perspectiva do urso Fenris em certas situações.

Eu adorei como o autor soube desenvolver os personagens e os elos criados na história como amizade de Nonna com Fenris que é emocionante de se ler já que o vínculo entre eles fala mais alto até do que as necessidades físicas de ambos, como foi o caso de Fenris que atravessou praticamente todo o reino de Bariadia sozinho enfrentando inclusivo o verão, para ir atrás de Nonna quando pressentiu que esta estava em perigo. Nonna por sua vez é uma protagonista bem forte para uma criança e por diversas vezes quis entrar no livro e abraça-la. Gostei bastante do modo como o autor desenvolveu o personagem que é bem decidida em momentos cruciais do livro para proteger aqueles que ama.

Apesar de tudo O Clã dos Dragões tem seu ponto negativo e foi o que me levou a dar uma classificação final de 3 estrelas, o que pra mim equivale a uma leitura BOA. Eu demorei bastante para pegar um ritmo adequado na narração por ser bastante detalhada, daquelas que descrevem praticamente todo o cenário ao redor. Ela é enfadonha? NÃO. Porém por riquezas de detalhes o tempo em que geralmente levo para ler umas 100 folhas, em O Clã dos dragões eu lia umas 40/50 folhas. Esse fator apenas incomoda aqueles que como eu, preferem uma narração concreta e sem furos porém bem mais objetiva.

A história é dividida de uma maneira bem diferente, e isso também contribuiu para que eu demorasse a pegar o ritmo e me acostumar, já que num mesmo capítulo o autor interrompe ele para pular de um lugar para o outro, alternando também os personagens sob o foco da narração e inclusive o ano do acontecimento da narração que pode dar uns pulos grandes de tempo. É aquele famoso "Enquanto isso em tal lugar e em tal ano..." das séries de tv e dos filmes.

O outro fator negativo foi a falta de uma mapa logo no começo do livro para a localização dos lugares que eram citados durante a história, e acredite eram muitos. O que amenizou um pouco esse problema foi que no final do livro a editora brilhantemente acrescentou uns ANEXOS aonde você pode tirar duvidas sobre pessoas, deuses, lugares, criaturas... assim eu fiquei bem menos perdida na história.

O Clã dos Dragões traz uma história de amizade, vingança e muita fantasia. Esse é um livro que eu recomendo sim, porém para aqueles que gostam de uma narração detalhada, de uma história bem intricada, desenvolvida e de personagens fortes. Termino essa resenha dizendo apenas mais uma coisa: Senti uma saudade terrível de Nonna quando fechei o livro <3

Postado por : Bruna Souza 07 fevereiro 2014
Título: Breathe
Série: Sea Breeze #1
Autora: Abbi Glines
Páginas: 300
Editora: Simon Pulse
Resenha por: Bruna Souza
Sadie é uma garota que aprendeu a tomar as rédeas de casa bem cedo. Com uma mãe irresponsável que nunca para em um emprego fixo e com vários namorados, Sadie se vê com responsabilidades que nenhuma garota de sua idade deveria ter. Com as férias de verão, e sua mãe grávida e terrivelmente preguiçosa (a mulher não coloca nem a própria comida!) dizendo não poder comparecer em seu emprego como domestica, e não podendo perder a oportunidade já que o salário ajudaria com as despesas da casa e com alimentos, Sadie assume o lugar da mãe no emprego. O emprego em si era fácil, ajudar na cozinha e jardim. O que ela não sabia era que a casa em que estava trabalhando era do mais famoso rockstar de todos os tempos, Jax Stone!

Jax de início confunde Sadie com uma de suas fãs, mas ao perceber que ela não dá a mínima para ele e sua música se sente intrigado pela garota, que sabe que um relacionamento com Jax seria difícil devido a sua fama e popularidade, Sadie sabia que quando o verão acabasse ele a deixaria com o coração em pedaços, mas mesmo assim decide se arriscar nesse relacionamento, que deixará ambos totalmente sem ar. 

Eu realmente gosto dos romances da Abbi Glines, e da forma como ela mantém sua escrita envolvente, com personagens cativantes e o romance de tirar o fôlego.

Apenas uma coisa que não me desceu direito foi o fato que o romance entre Sadie e Jax aconteceu muito rápido e ela se torna dependente dele em muitos aspectos,  ao ponto de passar dias em um quarto sem comer por conta dele. Fora isso Jax e Sadie são uns fofos e adoro como ele demonstra seus sentimentos no decorrer do livro.

Outro personagem que amei foi o Marcus, ele trabalha junto com Sadie e também se sente atraída por ela, mas não é daqueles tipos chatos que vivem cercando a garota, não, ele está sempre disposto a ajudá-la e até oferece seu ombro para ela chorar por outro! Tão fofo *-*

Esse foi um dos livros que eu li da Abbi Glines e gostaria e muito que viesse para o Brasil. E só pra matar vocês ainda mais de curiosidade vou deixar abaixo o book-trailer fofo do livro traduzido por nossa equipe especialmente para vocês ;)


Postado por : Moniiqueta 05 fevereiro 2014
Hoje vim falar para vocês da melhor estréia de série de televisão na minha opinião, de 2013. Apresento-lhes ALMOST HUMAN a série da Fox e que tem nada mais nada menos, que o genial J.J Abrams de Star Trek e Lost, como produtor executivo. 


Em Almost Human estamos no ano de 2048 e tal como sempre pensamos o mundo já não é mais como antes, a tecnologia agora é ainda mais dominante e policiais trabalham lado a lado com androides na luta contra os bandidos. Nesse contexto, somos apresentados ao capitão John Kennex, interpretado por Karl Urban de "Star Trek", que após ter sua equipe aniquilada e sua perna perdida numa emboscada está de volta a ativa. John terá que trabalhar ao lado de um androide, coisa que ele não curte nada e logo dá um jeito de se livrar do mesmo. 


Como "castigo" ganha um novo parceiro, Dorian, interpretado pelo ator Michael Ealy, que é um modelo antigo de androide não muito bem aceito devido a sua aparência quase humana e ter sido criado para sentir e formar opiniões com base na intuição e no que vê e não algo mecânico ou por estatísticas.


Pronto está formada a dupla de policiais mais SENSACIONAL que vi nos últimos tempos.

Preciso dizer que série é FANTÁSTICA, SENSACIONAL e INCRÍVEL? Estava já com as esperanças finalizadas para a Season Premiere e já contava como minha favorita S.H.I.E.L.D até me deparar com o piloto de Almost Human e amar!



A série entrou para as minhas queridinhas com apenas o seu episódio piloto assistido. Ela é uma trama policial que tem de tudo: comédia, romance, ação, efeitos visuais bem feitos (Once upon a time aprenda u.u) e uma história que promete nos envolver e prender.

O que dizer do elenco? O Karl está delicioso como John Kennex (já adorava ele em Star Trek) o Michael consegue fazer um Dorian genial.


Além disso temos uma capitã (Lily Taylor) que não perde a pose, o policial chato vivido pelo Michael Irby, o cientista nerd Rody estrelado por Mackenzie Crook e a mocinha detetive Valerie Stahl interpretada pela Minka Kelly.

A série promete ser a sensação do canal FOX e essa pessoa aqui que vos escreve espera e TORCE (já quero a 2ª,3º,4ª e muitas temporadas). Para quem curte uma série de ação com uma dose de comédia e romance e bons efeitos visuais, ASSISTAM Almost Human e aproveitem o espetáculo.

Abaixo deixo um trailer da série.



Já assistiram? O que acharam? 

Postado por : Moniiqueta 03 fevereiro 2014
Título: Ecos da Morte
Série: Body Finder - Livro 1
Autora: Kimberly Derting
Páginas: 268
Editora: Intrínseca
Resenha por: Mônica Oliveira
Compre com desconto
Já faz um tempinho que li Ecos da Morte, aliás um bom tempo, acho que mais de 1 ano e mesmo assim consigo lembrar exatamente como me senti quando li o livro pela primeira vez: VICIADA! Ecos da Morte traz o meu gênero literário favorito, romance sobrenatural. Ler um livro desse gênero é garantia de que irei me encantar pela história e pelos personagens. Com Ecos da Morte não foi diferente.

Nessa série publicada pela editora Intrínseca somos apresentados a VIOLET e JAY, amigos desde infância e que agora na adolescência parece quererem algo mais do que uma simples amizade. Toda essa confusão sobre seus sentimentos por seu "amigo" Jay já é bastante na cabeça de Violet, que ainda guarda outro secreto ainda mais profundo. Desde pequena Violet tem o dom de “sentir” a morte, isso mesmo! Violet consegue sentir uma “vibração” estranha sempre que está perto de algum cadáver, algo que desde cedo lhe trouxe alguns problemas, afinal, que garotinha poderia ser normal quando se é capaz de encontrar com corpos de pássaros e gatos mortos? Mas agora, quando um assassino está a solta e garotas estão sendo mortas, Violet poderá ser a única pessoa da cidade capaz de encontra-lo a tempo de evitar mais mortes, só que talvez ele não fique muito feliz com uma adolescente em seu encalço, e a caça, pode se tornar o caçador.
É Isso! Só com esse resumo eu quero ler o livro de novo, rs. Sim, EU AMO esse tipo de leitura e sou totalmente viciada nessas coisas paranormais e sobrenaturais. Meus livros prediletos sempre envolvem essa temática e é por isso que Ecos da Morte está entre os meus livros favoritos. Fora o suspense do livro envolvendo os assassinatos, o assassino e tudo mais que é meio trilller e que eu curti demais. 

Os personagens são um show a parte. A Violet me encantou com a sua preocupação e a necessidade que ela tinha de um final, de dar um encerramento para os mortos não importando quem fosse ou aonde fosse, sendo um pássaro ou uma pessoa, ela sempre procura dar um “descanso” para essa alma. Já o Jay é um fofo! *-* Ver a mudança na relação deles, os conflitos que cada um tem que lidar até que consigam aceitar os sentimentos que sentem um pelo outro e assumir um relacionamento é muito legal, pois o Jay é mais decidido enquanto a Violet fica naquela indecisão e tendo dificuldade de enxergar o que está bem na sua frente.

Já os personagens secundários também merecem seu destaque, como o pai da Violet que sabe do seu “dom” e sempre que pode ajuda a filha, a apoia e protege. E seu tio policial que também conhece o “dom” de Violet e o usa de uma forma, não abusiva, mas de uma maneira para ajudar a solucionar o caso.

Eu realmente curti o livro, já li o segundo e estou aguardando ansiosa a continuação da série, uma pena que demore tanto para lançar. Super recomendo a série, leia e conheça a história de Violet e Jay.

"Afinal, quantas garotas herdaram a capacidade de localizar os mortos,
aqueles que foram assassinados pelo menos?" 

Um recadinho para a editora Intrínseca: NÃO CANCELE A SAGA NO BRASIL!

Postado por : Thainá Cristina

Então vamos ao tão esperado resultado do concurso #AleLendoBday? Foram ao todo 40 fotos inscritas, nesses dois dias de promoções! \õ/
Quero avisar que o pessoal que não estava conseguindo marcar o blog pelo facebook que não serão desclassificados já que mais de uma pessoa tiveram o mesmo problema.

A aniversariante escolheu e eis ai os vencedores 

5º Lugar -  Janaina Araujo

^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -