Archive for Junho 2014

Postado por : Alessandra Regina 27 junho 2014
Por que escrevemos sobre livros? há algum tempo venho pensando nesta resposta...


Acho que a frase da qual gosto muito, “Ler é viver duas vezes”, se aplica muito bem aqui. Pois bem, não felizes em viver duas vezes, decidimos viver três vezes, é assim que eu me sinto quando escrevo uma resenha. Toda aquela emoção vivida durante a leitura é revivida intensamente. 

Como escrever sobre um livro é o último passo antes de começar outro (pelo menos no meu caso), a resenha acaba sendo uma espécie de adeus. É como se eu dissesse: "Obrigada por me receber, vou dizer aos meus amigos como foi bom essa temporada contigo.”

Uma vez eu li que os livros são organismos vivos, e nada poderia ser mais assertivo que isso. Cada página, cada personagem, cada história deixam sua marca, nos inundam de emoções, sejam elas quais forem, e não nos deixam dúvidas, esta experiência é mais viva e intensa do que muitas realidades que vivemos.


Os escritores também costumam dizer que livros tem vida própria. Não é raro de se ouvir que um livro foi concebido a partir de uma ideia, mas durante sua execução essa se modificou bruscamente, tomou rumo próprio. Claro, ela não se escreve sozinha, e essa é a mágica de ser escritor, ser o receptor de algo extraordinário que lhe vai permitir, interagir, enriquecer e modificar um texto. Ele transforma a história e a história transforma você.

Creio que essa seja a razão de alguns escritores chamarem seus livros de filhos. Os livros não têm dono, eles são do mundo, e como tudo que está no mundo, eles darão alegrias, mas também serão julgados.


Não temos um blog para vender livros e, muito menos, para ganhar livros, o intuito não é manipulá-lo a ler algo que talvez não seja do seu interesse, a intenção aqui é dividir experiências, alegrias e emoções. Então, quando alguém faz um comentário como: “senti sua empolgação quando li sua resenha”, nos fica a deliciosa sensação de dever comprido. O prazer em ler é parte intrínseca de todos nós, uma parte nossa fica impressa nessas linhas, e nada nos seria mais recompensador do que proporcionar, através destas linhas, uma boa e prazerosa leitura.

É por isso que temos um blog, é por isso que escrevemos sobre livros, porque decidimos viver três vezes: Uma em nossas vidas, outra com nossos livro e a outra com vocês.

Postado por : Alessandra Regina 25 junho 2014
Título: Despedida de Solteira - Amande
Trilogia: Despedida de Solteira #1
Autora: Mila Wander
Páginas: 388
Editora: Literata
Resenha por: Alessandra

A primeira coisa que você precisa saber sobre “Despedida de Solteira”, da escritora MILA WANDER, é que trata-se de uma TRILOGIA. Os títulos são os seguintes:

Livro 1 - Despedida de Solteira - Amande (POV da Amande)
Livro 2 - Despedida de Solteira - Caleb  (POV do Caleb)
Livro 3 - Despedida de Solteira – Amande e Caleb (O que ocorre com os dois após os acontecimentos dos livros 1 e 2).
*POV = abreviação do termo inglês “point of view” que significa ponto de vista.

Eu decidi ler “Despedida de Solteira - Amande” - Livro 1 - depois de ver a resenha de “Despedida de Solteira - Caleb” – Livro 2 (resenha aqui), escrita pela minha chefe e administradora deste blog, Thainá Cristina.

*Só para esclarecer, o "Quatro Amigas" tem vários colaboradores desenhistas e - quase sempre - não temos muito conhecimento do que a outra está lendo e resenhando.

Ou seja, eu não fazia ideia da existência deste livro até ver a resenha da Thainá no blog. Só que tem um detalhe, a Thainá não curte (nem um pouco) histórias onde o POV sejam livros independentes (já eu ADORO), e escolheu apenas um livro para ler, que no caso foi o Livro 2.

E ai vem a grande questão: Alê, dá para ler o Livro 2, a versão do Caleb, sem ler o livro 1, a versão da Amande? Na minha humilde opinião, NÃO.

Não, por quê? Porque os pensamentos e reações do Caleb são consequências diretas das atitudes da Amande, ou seja, você vai ler uma história onde algumas ações e cenas não têm muito fundamento. Como a situação do cheque, por exemplo, é um momento que imprimi muito o estado emocional da Amande, quem não tem essa informação pode achar que a mulher é uma filha da mãe maluca!

Lembrando que, AINDA ASSIM, a Thainá leu, gostou e fez uma excelente resenha sobre o livro 2 - Caleb, o que só vem a enaltecer a qualidade da história. Resumindo, até começando pelo meio ela é boa.

Mas bora falar desse livro, não é, gente!

Amande vai se casar dentro de uma semana. Ela está feliz e satisfeita com tudo o que diz respeito a sua cerimonia, afinal, seu casamento foi idealizado, desenhado, planejado, reproduzido, conferido, catalogado, checado, revisto e organizado, duas vezes, pelo menos. Qualquer outro assunto na vida de Amande passa pelo mesmo minucioso processo. Nada foge ao controle e organização desta mulher.

Amande é uma mulher absolutamente correta e é extremamente rigorosa com maneira que vive sua vida, tem 27 anos e vai se casar com seu primeiro e único namorado, João Pedro, com o qual namora há 9 anos.

Apesar de tudo está na mais perfeita ordem, tem um detalhe que nem por um momento passou pela cabeça de Amande, e o motivo é simples, ela acredita ser algo totalmente sem importância e desnecessário: A despedida de Solteira.

Ai entram em ação as personagens engraçadíssimas e indispensáveis desta história: As amigas da Amande: Jéssica, Paloma, Lara, Fabiana e Cláudia. Jéssica, a mais saidinha delas, é quem organizou uma despedida inesquecível para amiga.

A tal festa que foi armada, trata-se de um empreendimento que oferece a noiva um fim de semana com TODO O TIPO DE DIVERSÃO IMAGINÁVEL, para o seu último fim de semana solteira. É claro que Amande não tem a menor ideia do que a espera, se soubesse jamais teria ido, mas as suas amigas estão dispostas a fazer que, pelo menos uma vez na vida, Amande realmente se divirta.

O fato é, depois que Amande se dá conta de onde se meteu, já é tarde demais, todas já estão totalmente fascinadas com a beleza estonteante do lugar, com o luxo, com o tratamento, com a comida e, principalmente, com os acompanhantes...

Caleb é um garoto de programa de alto nível e muito experiente, faz isso há anos e já ganhou mais dinheiro do que podia imaginar quando começou, ainda bem jovem. Caleb leva seu trabalho muito a sério, é extremamente correto, profissional e jamais se envolve com suas clientes.

Amande e Caleb acabaram de se encontrar em uma casa a beira mar para uma despedida de solteira. Ela, uma moça de família absolutamente rígida e correta. Ele, um garoto de programa que só enxerga a vida e as pessoas através do sexo.

E depois?

Bom, depois se desenrola um dos melhores livros do gênero hot que eu já li. Romance, amizade, segredos, surpresas, confrontos e muita descobertas.

É tudo meio maluco e, algumas vezes, inimaginável? SIM!!!! e é ai que está o encanto desta história muito bem escrita e divertida.

Uma coisa é certa: Ninguém será como era antes desta despedida de solteira!

“Despedida de Solteira - Amande” é um livro EXCELENTE, é sério, este é um livro que deveria estar dividindo espaço nas livrarias com Sylvia Day, Maya Banks, Eve Berlin ou E.L. James, porque é TÃO BOM ou MELHOR que qualquer um destes.

Bom, eu já li o Livro 3 da série, “Despedida de Solteira - Amande e Caleb”, e o que eu tenho a dizer é: Simplesmente perfeito! É claro que eu volto para dar mais detalhes sobre a leitura, mas de uma coisa eu sei, o que MILA WANDER escrever, eu COM CERTEZA leio.

* Este é um livro de conteúdo erótico, mais conhecido como literatura “HOT”, ou seja, uma leitura de entretenimento indicada para maiores que gostem de um bom romance e casais perdidamente apaixonados. Se você não curte o gênero, creio que não vá gostar deste livro e nem de nenhum outro na mesma temática.
Postado por : Thainá Cristina 23 junho 2014
Makenna Lewis se encolhe a qualquer menção da palavra compromisso. Ela não quer ou precisa de um relacionamento, mas ela gosta de sexo (quem não gosta?). Isso explica Noah, Sean e Zander: seus três "amigos com benefícios".
Eles conhecem bem os fatos, cada um deles sabe que não é o único, e cada um deles satisfaz uma necessidade física diferente, que ela anseia e aprecia.
Até que, um encontro tarde da noite com o delicioso Daniel Winters, vira completamente do avesso, a noção preconcebida de não relacionamento.
Rapidamente, ela percebe que está sentindo coisas que ela jurou nunca mais sentir, e, quando Daniel exige mais do que ela está disposta a dar, ela vacila.
O que você faz quando algo que você acreditava ser tão errado no passado parece tão absurdamente certo no presente?
Se você fosse a Mac, você correria e se esconderia. Mas será que Daniel é o tipo de homem que aceita um não como resposta?

Previsão de lançamento: 28/07/2014

Postado por : Thainá Cristina 20 junho 2014

O Para Sempre de Ella e Micha - Jessica Sorensen

Ella e Micha começaram a namorar. Ella está na faculdade em Las Vegas. Micha saiu em turnê com sua banda de rock. Tudo parece se encaminhar para uma relação estável. Mas não é o que acontece. Pesadelos começam a assombrar Ella. O medo de ser abandonado persegue Micha aonde quer que ele vá. Tudo o que enfrentaram antes não pode ter sido em vão... eles não podem perder um ao outro. Ou podem?
Os dois irão sentir essa verdade na pele quando a distância começa a se revelar mais destruidora do que eles poderiam imaginar.
Ciúmes, segredos e fantasmas do passado ressurgem ainda mais ferozes, enquanto as vivências sexuais se incendeiam, apimentadas por jogos sensuais, bebedeiras e muita velocidade nas estradas do oeste americano.


A perfeita ordem das coisas - David Gilmour

Há coisas que só podem ser compreendidas quando vividas uma segunda vez…
Um escritor parte numa viagem rumo ao próprio passado. Ele vagueia pelas ruas de Paris, de Toronto, de uma cidadezinha praiana da Jamaica. Lá, estão o internato, uma roda-gigante girando na noite; uma casinha de campo caindo aos pedaços, lugares onde foi feliz e triste, na maioria das vezes desesperado, buscando um sentido para sua vida. Ele reencontra as pessoas, as conversas, os sonhos e as paixões, memórias que tinham se perdido no tempo e agora voltavam para que ele as visse com novos olhos, estes bem abertos para o que não conseguiu enxergar quando as viveu pela primeira vez.


Ninguém me contou, eu vi: de Getúlio a Dilma - Sebastião Nery

Os textos deste livro, ao englobar seis décadas de História, formam um impressionante arquivo de biografias, fatos e revelações envolvendo os grandes nomes da política brasileira, desde a Era Vargas até a presidente Dilma Rousseff.
Sebastião Nery, um dos maiores e mais polêmicos jornalistas brasileiros, reúne aqui seus melhores textos, revelações e reminiscências. E nos oferece um livro histórico, imprescindível para se entender o Brasil dos últimos 60 anos.


Um país sem excelências e mordomias - Claudia Wallin

Ler este livro é algo obrigatório para todo deputado, senador, ministro, juiz, desembargador, governador, presidente, secretário, prefeito, vereador. E sobretudo para o eleitor. Para ele, é quase um guia de sobrevivência na selva da política brasileira. Claudia Wallin trata da Suécia mas é impossível não pensar no Brasil a cada parágrafo. Com cinismo, cólera, amargura. Ou com esperança. Porque não? Afinal, prova que existem políticos que desconhecem o tratamento de “Excelência”. Que não tem mordomias, não aumentam seu próprio salário, não tem gabinete próprio. Que usam transporte público e não estão na vida pública para fazer fortuna. E que respeitam – e muito — o eleitor. Um sistema apoiado em três pilares: transparência, escolaridade e igualdade. Um dia, quem sabe, chegaremos lá. Ler e se envergonhar com estas páginas pode ser o começo.


Solidão - José Maria Mayrink 

Em 1982, o jornalista José Maria Mayrink, do jornal O Estado de S. Paulo, escreveu uma surpreendente série de reportagens sobre a solidão em São Paulo, a maior metrópole brasileira. Mendigos, trabalhadores noturnos, presidiários, padres, freiras reclusas, cidadãos comuns foram surpreendidos em sua frágil intimidade.
Eles eram solitários e tristes no meio da multidão. Escrita em estilo literário, como já não se vê na imprensa diária, os relatos comoveram os leitores e tiveram um impacto impressionante. Mais de trinta anos depois, a solidão nas grandes metrópoles não diminuiu. Os solitários continuam sozinhos, agora espalhando suas angústias nas redes sociais. O que era e é ser solitário numa cidade marcada por multidões e ruídos? Quem eram aquelas pessoas que falavam de uma sensação paralisante de abandono? A solidão urbana é mais ampla e assustadora do que se imagina. A solidão de que falam é a mesma que se sente hoje, um dos estigmas da atualidade. A identificação é inevitável.
Este livro é um convite à reflexão sobre o que é a solidão particular de cada um.
Postado por : Thainá Cristina 18 junho 2014
 

A editora Charme comprou os direitos de publicação da série MMA Fighter, da premiada autora Vi Keeland.

Worth the fight, primeiro livro da série voltada para lutadores de MMA, conta a história de Elle, uma centrada advogada que vê sua vida mudar quando conhece o lutador, Nico Hunter, que desestabiliza a vida arrumadinha que Elle insistia em ter.

O primeiro livro tem previsão de publicação para ainda esse ano. 


Arquivado em: , ,
9 Comentários
Postado por : Thainá Cristina 17 junho 2014

Hey gente! Como muito de vocês já devem estar sabendo eu tive um problema de saúde como a Alê já avisou aqui no blog e a Mônica nas redes sociais, e que fiquei quase 3 semanas internada. Por conta disso haverá alguns atrasos com algumas coisas do blog, e isso incluí envio de alguns prêmios, porque apesar de hoje eu estar em casa e estável, eu ainda preciso de repouso. 

Porém o envio do prêmio do Top Comentarista de MAIO será feito diretamente pela editora, que carinhosamente cedeu o exemplar. 

Já peço desculpas pela demora na contagem dos comentários da galerinha que participou, não foi intencional. E também queria agradecer a vocês claro  Os comentários foram tão LINDOS e super participativos que tive até que reestruturar a contagem deles para que fosse justo com todos. 

Sério gente MUITO OBRIGADO mesmo, são comentários assim que faz com que tudo isso venha valer a pena. Eu sei que sempre falo isso aqui mas é a mais pura verdade verdadeira.

Agora vamos ao resultado.

Foram 19 inscritos, mais de 200 comentários em 18 postagens válidas, e houve um empate entre 5 participantes que comentaram em todas as postagens de maneira VÁLIDA


Os participantes são eles:

1 - Vitoria Trajano 
2 - Rieri Frugieri
3 - Victória Santana
4 - Adriana Holanda Tavares
5 - Jess M

E o participante sorteado foi...


PARABÉNS 

Victoria Santana!

Estarei entrando em contato com você em breve pelo e-mail.


E se você ainda não está participando do Top Comentarista - JUNHO, corre porque ele está muito bacana e valendo um livro mega desejado da galera. Além disso também está rolando o Comentário Premiado, que irá dar dois megas kits de marcadores + bottom para dois sortudos que comentarem nas postagens do blog no mês de junho. 

Queria já deixar avisado que a contagem dos comentários do Top Comentarista de JUNHO voltará ao normal, com 1 ponto para comentários válidos e 0 para comentários não válidos. 
Postado por : Alessandra Regina 16 junho 2014
Oi gente!

Em um momento de total empolgação e sem consulta prévia da minha superior e chefe, Thainá "Linda" Cristina, decidir que agora teremos, junto com o resultado do TOP COMENTARISTA, o COMENTÁRIO PREMIADO.

A Ideia é simples, pegaremos TODOS OS POST do mês em questão e sortearemos, randomicamente (através do Random.org), um post. Dentre os comentários deste post, faremos um outro sorteio (com o mesmo mecanismo do anterior), o comentário sorteado ganha o kit do mês.

Para este mês de JUNHO sortearemos 2 super kit de marcadores + bottom:

1° ganhador: Kit de Marcadores + bottom "Convergente"

2° ganhador: Kit de Marcadores + bottom "A Culpa é das Estrelas"


E não se esqueçam do prêmio MA-RA-VI-LHO-SO do TOP COMENTARISTA de JUNHO:

livro "UM CASO PERDIDO - HOPELESS", da escritora Colleen Hoover + marcador + Bottom "Eu livros (bigode)".
* lembrando que o TOP COMENTARISTA tem regras especificas que você pode ver aqui.

Beijokas, Kéridos!
Postado por : Thainá Cristina
Oi gente! Hoje vim trazer para vocês um lançamento super legal da Faro Editorial pra esse mês de junho. Estou falando de "O Jogo Perfeito", primeiro livro da trilogia New Adult da autora, J. Sterling.

Além da capa e da sinopse oficial, a editora também disponibilizou um trecho do livro, que você poderá estar lendo abaixo. E posso adiantar que esse livro vale muito a pena ter na estante <3

...A VIDA ÀS VEZES FICA TRISTE ANTES DE SE TORNAR MARAVILHOSA...
Ele é o tipo de jogo que ela nunca pensou em jogar.
Ela é a virada no jogo que ele nunca soube que precisava.
O jogo perfeito conta a história de dois jovens universitários, Cassie Andrews & Jack Carter.
Quando Cassie percebe o olhar sedutor e insistente de Jack, o astro do beisebol em ascensão, ela sente o perigo e decide manter distância dele e de sua atitude arrogante.
Mas Jack tem outras coisas em mente. Acostumado a ser disputado pelas mulheres, faz tudo para conseguir ao menos um encontro com Cass.
Porém, todas as suas investidas são tratadas com frieza. Ambos passaram por muitos desgostos, viviam prevenidos, cheios de desconfianças, antes de encontrar um ao outro, (e a si mesmos) nesta jornada afetiva que envolve amor e perdão. E criam uma conexão tão intensa que não vai apenas partir o seu coração, mas restaurá-lo,devolvendo inteiro novamente.

Trecho

“No caminho para a universidade o som do hip-hop tomou conta do ambiente.
— Ah, eu adoro essa música. Vamos dançar! — Cassie agarra a mão de Melissa e arrasta a
amiga para mais perto do som.
— Você sempre quer dançar — disse Melissa, aborrecida.
— É que eu danço bem. — Comecei a remexer meus quadris no caminho de acesso para a
sede do centro acadêmico que estava lotado de gente.
— Ah, não. Pare, por favor.
Ri e, então, reduzi o ritmo do rebolado quando percebi a quantidade de olhares na minha direção. Odiava ser observada daquele jeito. Eu sei, eu sei. Sou uma mal- dita hipócrita.” Examinei a multidão e me detive de repente num par de olhos deliciosos, cor de chocolate. O fato de que os olhos pertenciam a um dos rostos mais belos que já vira era meramente um bônus. O rapaz passou os dedos pelos cabelos negros até que eles alcançassem o rosto bronzeado. Sorriu de forma preguiçosa para mim, e eu senti um arrepio percorrer pelo meu corpo. 
— Você não está olhando para ele, está? — Melissa parou na minha frente, quebrando o contato visual. — Você não sabe quem ele é, Cassie? 
— Não faço a menor ideia. Do contrário, estaríamos namorando. 
— Jack Carter não namora. Ele transa com as garotas e com todas as amigas delas. 
— Então, esse é o famoso Jack Carter? — perguntei. 
O nome dele era comentado em toda a faculdade. Então, Jack começou a vir na minha direção. A bermuda cargo preta e a camiseta cinza justa combinavam bem com seu porte físico de um metro e oitenta de altura. Os músculos dos braços marcavam o tecido, acentuando os ombros bem definidos. Ele inclinou a cabeça para baixo e estreitou os olhos como se eu fosse alguém muito pequena e indefesa, que não tinha a menor ideia de que estava prestes a ser devorada viva pelo animal mais belo e perigoso da selva. Quase me senti violentada. Suja. Com a necessidade de tomar um banho para limpar meu corpo daquele olhar. Ele se apresentou e eu olhei para o lado. 
— Sei quem você é. — Fingi desinteresse. Ele era belo e encantador. E parecia um machista da pior espécie. Meu Deus, o que há de errado comigo?”
Postado por : Thainá Cristina 15 junho 2014
À procura de um grande amor, de um par perfeito? Consulte uma especialista. Para Alice, nunca foi tão fácil encontrar um dois muitos!
Alice Brown, até que provem o contrário, tem o melhor emprego do mundo. Ela é o que antigamente se chamava de casamenteira, uma profissional especializada em encontrar a tão sonhada outra metade da laranja, o grande amor da sua vida, o fogo e a paixão. Alice passa os dias devaneando pela janela, quer dizer, ajudando mulheres a se apaixonar loucamente. Suas clientes, e... ELA TAMBÉM, é claro, estão ansiosas para conhecer um príncipe encantado.
O problema é que é muito mais fácil encontrá-lo para as clientes. E, por falar nelas, a última que apareceu, Kate, está a exatos 569 dias de fazer 35 anos e há exatos cinco anos atrasada nessa missão de vida. A dificuldade é que seus, digamos, padrões, estão fora dos padrões.
Desesperada, isso mesmo, DESESPERADA para encontrar aquele deus grego, lindo, perfeito, romântico, carinhoso, rico, inteligente, bom de cama, atencioso, gostosão e charmoso – UFA, acho que Kate procura um alien! –, ela sabe que sua última esperança chama-se Alice.
Enquanto isso, a própria Alice está tendo problemaços para lidar com sua terrível chefe, a bruxa velha, a megera, a mocreia (mas, argh, ao que tudo parece, muito bem casada) da Audrey, e probleminhas para se deixar apaixonar. E se nada der certo? E se ela falhar com Kate? E se, justamente ela, estiver precisando de uma ajudinha profissional?
Postado por : Alessandra Regina 13 junho 2014
Título: Um Caso Perdido - Hopeless
Autora: Colleen Hoover
Páginas: 381
Editora: Galera Record
Resenha por: Alessandra
 
“Um Caso Perdido” ou “Hopeless”, seu título original, é o livro que colocou Colleen Hoover no número 1 da famosa e cobiçada lista dos livros mais vendidos do New York Times, e é também, o livro que a consagrou como um dos mais relevantes nomes da literatura no gênero Novos Adultos.

Sky está prestes a fazer 18 anos. Ela não teve uma vida como a maioria das pessoas de sua idade, ela foi educada em casa, nunca foi a escola, não tem televisão, não conhece nada sobre os “milagres” da tecnologia e, muito menos, da vida virtual. Tudo porque, Karen, sua mãe adotiva, acredita que estes entretenimentos só contribuem para deterioração dos reais valores do indivíduo. Uma mãe muito sábia, por sinal!

Mas agora tudo vai mudar. Este ano Sky decidiu enfrentar o que ela acredita ser o inferno na terra, o colegial. Mesmo sem poder contar com a companhia de sua inseparável amiga, Six, que irá passar uma temporada na Europa, Sky está decidida a encarar o que vier pela frente, principalmente a má fama que ganhou graças a melhor amiga, já que Six muda de namorado como muda de sorvete. Só que de sorvete Six gosta mais.

Apesar do grande número de rapazes na vida de Sky, ela jamais se envolveu emocionalmente como nenhum deles, e não foi por não tentar, na verdade, Sky é incapaz de sentir algo quando está com outra pessoa, é como se ela não estivesse ali.

Um dia, Sky ouve uma voz, ela sente como um soco no estômago todos aqueles sentimentos que lhe eram desconhecidos, seu corpo imediatamente sinaliza que algo mudou, sente nos próprios ossos que algo aconteceu, alguma coisa se ligou, um interruptor que estava apagado, mas que de repente iluminou tudo ao redor. Essa luz chama-se Dean Holder.

Holder acabou de voltar para o colégio depois de ficar um ano afagado, por ter machucado gravemente um aluno durante uma briga. Holder é um garoto de temperamento forte e variações constantes de humor, tem uma reputação tão ruim quanto a de Sky, mas percebe imediatamente a conexão entre eles e, a partir dai, não consegue mais se afastar dela.

Este livro é incrível, maravilhoso, mesmo! O que mais me encantou foi a delicadeza e o “timing” perfeito dos acontecimentos durante o desenrolar da história, sem atropelos e sem rompantes amorosos desproporcionais, A-DO-RE-I a naturalidade e a intensidade com que Sky e Holdem se envolvem. É aquela conexão irrefutável que só existe entre os casais predestinados #MuitoAmor.

Eu podia falar muito mais, aliás eu podia ficar horas falando, mas “Um Caso Perdido” é um livro surpreendente, foi escrito para ser descoberto e não contado. Uma história que se faz página a página, quase impossível de se colocar em palavras, e essa é a melhor parte dele. Você sente, muito claramente, e desde o princípio, que este livro é um caminho rumo a um precipício, a história pessoal de Sky e Holder não teriam outra alternativa, mas mesmo assim você segue caminhando, porque sabe que seria impossível parar.

Quem conhece um pouco da escritora Colleen Hoover sabe que ela gosta muito de lidar com assuntos sérios e delicados e, gosta mais ainda, de dilacerar a vida e seus personagens com experiências fortes e excruciantes, e em “Um Caso Perdido” ela o faz com maestria.

Ler “Um Caso Perdido” é como montar em quebra-cabeça. As pistas lhe vão sendo entregue as poucos, aqui, ali, de maneira absolutamente inofensiva. Você até acha que o que ele tem a revelar é algo um pouco sério ou, talvez, despretensioso, mas não se engane, poucas coisas lhe serão mais devastadoras do que as últimas peças deste quebra-cabeça.

Simplesmente perfeito.
Postado por : Alessandra Regina 12 junho 2014
Oi gente! ~acena~
Primeiramente, em nome do "Quatro Amigas", gostaria de me desculpar por estes 12 dias de inatividade do blog.
Como alguns de vocês que nos acompanham pelas redes sociais sabem, a nossa administradora e Web Design, Thainá Cristina, sofreu uma pequena intervenção cirúrgica. Graças a Deus, Thainá está super bem, mas seu afastamento será um pouco mais longo do que nós havíamos previsto.
Por essa razão, gostaríamos de esclarecer algumas pendências com vocês:
- Se por acaso você está aguardando algum prêmio do blog, não se preocupe, vai levar um pouco mais de tempo do que o de costume, mas você irá receber o seu prêmio.
- Os resultados das promoções que estão no ar terão seus resultados divulgados no retorno da Thainá, isso porque ela é a única que conhece a sistemática e conferência da pontuação. Isso vale, principalmente, para o TOP COMENTARISTA do mês de maio.
- SIM, teremos TOP COMENTARISTA no mês de junho, e o prêmio será o livro "UM CASO PERDIDO - HOPELESS", da escritora Colleen Hoover + marcador + Bottom "Eu ❤️ livros".   


Gostou? Então não deixa de PARTICIPAR!
Bom gente, é isso. Já me desculpo antecipadamente por qualquer probleminha nas postagens, vou tentar fazer os posts da melhor maneira possível, mas já adianto, eu não sou tão talentosa como a Thainá.

Aqui no Blog vocês ficam comigo, e nas redes sociais com a nossa queridíssima Mônica Oliveira.

Mais uma vez, obrigada pela compreensão e paciência de todos vocês!

Beijo no ❤️
Alessandra Regina.


^

- Copyright © 2013 Quatro Amigas e um Livro Viajante - Hospedado pelo Blogger -